Por: Paulo Vitor





POR ESSA GRANDE NOTÍCIA EU TENHO QUE ESCREVER, É MUITA COISA MARAVILHOSA!



Eu já postei um monte de coisa desde a eleição do Papa Francisco, mas não posso me calar, deixar de partilhar o que vejo, o que de certa forma toco...
O mundo todo, como ouvi algum repórter dizer, se não por ser católico, olhava e acompanhava as notícias da Igreja por curiosidade, interesse político etc. O fato é que muito poucos ficaram indiferentes a esse GRANDE  MOMENTO DA HISTÓRIA  história escrita pela Igreja, não podemos negar.
Confesso que até hoje me sentia meio órfão de Pastor. Não queria que o nosso querido Bento XVI tivesse saído. Não conseguia entender muito bem a renúncia, mas eu continuei crendo na mão do Espírito Santo a guiar a Barca de Pedro.

Hoje, o sentimento de orfandade foi embora. Mais depressa do que eu imaginava. Cheguei a pensar que demoraria um pouco a me afeiçoar ao novo Papa, porém, Deus continua a me surpreender, e usa das suas “peripécias” para mostrar que não tem essa bagunça que dizem por aí, que não há essa divisão na Igreja que querem nos empurrar goela abaixo, que Ele ainda é o mesmo...



Começando pela pomba, que mesmo diante da forte chuva que caía em Roma, estava paradinha ao lado da chaminé da Capela Sistina. Pela lógica, eram por volta de 18hs em Roma, bem na hora que o Papa estava sendo escolhido  a fumaça só veio depois. E o Espírito Santo se manifesta novamente!



Depois, a surpresa: um latino-americano. A questão não é a nacionalidade - podia ser africano, asiático -, o fato é A SURPRESA mostrando que não tem essa de politicagem, que é o Espírito que conduz!

Como foi lindo ver o Papa logo pedindo oração pelo Grande Bento XVI! Depois, se inclinando, em sinal de humildade, pedindo – PEDINDO  a nossa oração! Ganhamos um grande Pai. Eu sei que sim. Sei, como diz São Paulo, em quem pus minha confiança!



PRONTO, A PRAÇA LOTADA, O POVO EXULTANDO DE ALEGRIA... MEUS IRMÃOS, MAIS DE DOIS MIL ANOS DEPOIS, A IGREJA VIVE, AS PORTAS DO INFERNO NÃO PREVALECERAM, NEM PREVALECERÃO!

Paulo Vitor
Professor de Ed. Física e Religião - Oficina de Valores

0 comentários:

Postar um comentário