Por: Elias
É comum, após os eventos que são promovidos pela Oficina de Valores, que os que participaram mandem seus depoimentos contando como foi a experiência vivenciada. Eu resolvi partilhar um pouco a experiência de servir no III Retiro de Universitários.
Quando as pessoas ouvem que deixamos todas as possibilidades de coisas a fazer em um final de semana para doar nosso tempo a serviço de outros, que por vezes nem conhecemos, ainda somos vistos meio que como ET’s.  Mas poder ver e participar dos momentos que tocam tantas pessoas é muito gratificante.

Se fosse para estar lá só pela companhia dos amigos, já valeria o tempo gasto. Mas presenciar todas as mudanças acontecidas e saber que você contribuiu, mesmo que pouco, para aquilo, torna o final de semana ainda mais maravilhoso e especial.
Do ponto de vista de quem esteve lá com o único proposito de servir, hoje sinto que o dever foi cumprido e bem. Valeu ter dito sim.  Diria novamente se fosse preciso para proporcionar tudo que aconteceu para cada um dos que estiveram lá.

Mas, como nos fala C. S. Lewis: “Quando se trata de conhecer a Deus, toda a iniciativa depende dEle.  Se Ele não se quiser revelar, nada do que façamos nos permitirá encontrá-lo.”
Que bom que Ele mesmo não precisando, escolhe contar com pessoas que, por si só não são capazes, mas com a graça e força do alto fazem, através de coisas simples, coisas maravilhosas. Poder fazer parte da Oficina de Valores, no meu ponto de vista, significa fazer parte de coisas grandiosas, pois a todo instante lidamos com os corações de pessoas e, a cada retiro, vemos vários corações restaurados e curados.

Agora que acabou o retiro, bate o cansaço e fica um vazio, um vazio pela falta das companhias que nos fizeram rir e marcaram nossos corações, mas esse vazio não me incomoda, pois sei que logo estaremos juntos de novo.
Elias Jr. Cescon
Analista de desenvolvimento de softwares - Oficina de Valores

0 comentários:

Postar um comentário