Por: Ana
Ana Coquito saltando nas olimpíadas do retiro de carnaval
Como divulgado, aconteceu, nestes últimos dias, o Retiro de Carnaval da Oficina de Valores e do Quitandinha. E eu tive a graça de poder participar.

Meu nome é Ana Coquito, tenho 22 anos e faço faculdade de Psicologia. Sou católica desde o Carnaval de 2009 e, desde então, venho ajudando nos retiros de Carnaval. Mas, este ano, os planos de Deus foram bem diferentes. Em vez de ajudar, Ele quis que eu fizesse um retiro. Por já fazer parte da Oficina de Valores, decidi que era para lá que eu iria. E fui.

O tema deste retiro foi Alegria do Evangelho e eu posso garantir que alegria não faltou naquele sítio. Podíamos estar tensos com alguma dinâmica ou cansados, mas a alegria por termos (re)encontrado Alguém era muito maior. O clima entre todos os que estavam lá, sem importar se estavam fazendo ou trabalhando, também é algo que merece ser comentado. Não havia distinções, afinal, todos estavam procurando a mesma Pessoa, a mesma felicidade que não viesse a acabar com a quarta-feira. E, dizendo por mim, reencontrei Quem eu procurava.

Há algumas semanas eu vinha me perguntando o motivo de várias coisas, principalmente daquelas que não correspondiam à minha vontade. Não vou dizer que saí do Retiro com a resposta para tudo, até porque não era esse o meu objetivo. Mas saí com a certeza de que o amor de Deus “me sustentará e a Tua graça, não me faltará”, citando a música que nos fez companhia durante esses dias.

Mais uma vez Deus me surpreendeu e mudou a minha forma de ver as coisas. Me lembrou, de novo, que Ele está lá e que “todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm 8, 28).


Uma vez, ao final de um retiro, um amigo disse que sentia como se tivesse voltado para casa. E agora é a minha vez de dizer: Como é bom estar em casa.

Ana Coquito

0 comentários:

Postar um comentário