Por: Nathalia


http://www.minirecados.com/aniversario/12/


Meu nome é Nathalia, tenho 19 anos e curso arquitetura. Este é meu primeiro texto para o blog e o que me motivou a escrever foi a data do meu aniversário, pois todos os anos eu reflito sobre a mesma coisa. Faço aniversário no dia 25 de dezembro e por não ser a data mais comum para um aniversário, todos os anos escuto as mesmas coisas: “Poxa só ganha um presente”, “Caraca que droga”, “Faz aniversário junto com Jesus.”, entre outros comentários.

Por muito tempo essa data me incomodou muito e confesso que na maioria dos anos eu não gostava de fazer aniversário no Natal e até reclamava bastante por isso. Ao meu ver, essa data não me ajudava em nada, pelo contrário, prejudicava. Quando criança, quase nenhum dos meus amigos podia ir nas festinhas, pois estavam viajando ou davam outra desculpa, em todos os anos o bolo de aniversário fazia parte da ceia de Natal, o fato de só ganhar um presente. Tudo fazia com que eu pensasse que eu não tinha aniversário, só tinha o Natal.

Porém o que mais me incomodava, diante de todo o drama que eu fazia, era que ninguém se lembrava do meu aniversário porque era meu aniversário, mas por ser Natal. O Natal sempre veio antes de mim: Antes de "Feliz aniversário", vinha sempre o "Feliz Natal!". E isso era de longe o que mais me angustiava.

Faz alguns anos que eu tenho refletido um pouco sobre como isso tudo me afetava e o quão o dramática eu era por isso e percebi como é ruim você não ser lembrado pelo seu aniversário, mas sim por uma festa de fim de ano. Fazer aniversário com Jesus, pra mim, nunca foi motivo de orgulho ou algo assim, porque as pessoas não lembram do aniversário dEle também, então não fazia muita diferença.

O que eu percebi depois de tanto reclamar era que eu tinha alguém que passava pela mesma coisa que eu todos os anos, Jesus não é lembrado no seu “aniversário”, ele nem se quer ganha um só presente, são poucas as famílias que fazem uma oração na noite de Natal, quem dirá lembrar dEle antes da festa, dos presentes, da ceia etc.

Eu mesma, por muitas vezes, me esquecia que aquela festa toda era pra ser por Jesus, tudo era pra ser feito pra Ele, mas não é. Jesus muitas vezes não passa de uma imagem no presépio de algumas casas. Jesus é bem mais esquecido que eu. Percebi que não podia me comparar com Ele, eu faço aniversário no mesmo dia que Ele e, em alguns contextos, as pessoas ainda lembram mais de mim que dEle. Como qualquer pessoa sofre por ser esquecido Jesus também, porque quer quem Ele ama por perto numa data especial dessas, e, muito mais do que eu, Ele merece ser lembrado.

Nos últimos anos, eu me dei conta de que o Natal deve ser pra mim a festa de aniversário de Jesus e assim passei a valorizar mais o Natal, não pelo o que eu sentia por ser esquecida no meu aniversário, mas porque eu acredito que Jesus merece ser muito mais lembrado que eu, o aniversário dEle é muito mais importante que o meu e, se pra mim ser lembrada de maneira especial faz total diferença, pra Jesus também faz.

Jesus é o meu melhor amigo e eu espero que todos os anos eu possa comemorar com Ele, de maneira especial, o nosso aniversário. Ele me deu o maior dos presentes, que foi conhecê-Lo. Hoje, pra mim, é motivo de honra fazer aniversário no mesmo dia que o cara que eu mais admiro e partilhar com Ele algo que era pra ser só dele, mas que Ele divide comigo.

Antes do meu aniversário vem o Natal, não o natal da TV, mas o Natal de Jesus, que passou a ser o meu natal também, e isso não me incomoda mais. Não é mais dividir o meu dia especial, mas sim fazer parte do dia especial de Jesus.

Nathalia Marques
Estudante de Arquitetura

1 comentários:

Jefferson Prata disse...

Gostei muito da reflexão que você fez nesse texto, me fez pensar sobre esse assunto também... Como nos esquecemos do grande aniversariante da data, em detrimento de todo o resto, e da ideia de Natal que a mídia implantou nas nossas mentes ao longo de todos esses anos.

Postar um comentário