Por: Mariana







Do dia 14 ao dia 18 de fevereiro, aconteceu o retiro de carnaval da Oficina de Valores e da paróquia do Quitandinha, do qual eu tive a graça de poder participar. Quando digo “a graça”, me refiro principalmente ao retiro ter sido fantástico e ter me ajudado muito, mas também ao fato desse encontro estar cada vez mais cobiçado e conseguir uma ficha exigir uma certa sagacidade.


Fiquei muito feliz e ansiosa quando me pediram para escrever sobre minha experiência no retiro. Esses cinco dias foram simplesmente maravilhosos e,  posso dizer com toda certeza, Deus agiu muito naquele sítio.

Eu já estava querendo fazer um retiro da Oficina há muito tempo, mas sempre surgia um imprevisto e eu não podia ir, o que só contribuiu para minha ansiedade por estar lá.

Quem me conhece sabe que eu sou uma pessoa muito caseira e que dificilmente troco o “conforto da minha casa” por outro lugar. Passar cinco dias fora de casa, com mais de 130 pessoas em um sítio pode soar como loucura não é mesmo? E de fato, é uma loucura, uma loucura sadia! Só Deus sabe como eu estava precisando desse retiro.

Na semana antes do retiro, eu dei uma desanimada e pensei: “Cinco dias dormindo mal, dividindo banheiro com várias garotas, tomando banhos rápidos, eu só queria relaxar em casa...” E pensar que cogitei desistir por coisas bobas assim... Mas Deus já tinha um plano pra mim e não ia me deixar desistir assim tão facilmente.  Conversei então com alguns amigos e resolvi fazer as malas e adiar a decisão para sexta-feira. E assim foi,  sexta-feira à noite estava eu com as malas prontas no meu quarto sem saber o que fazer, ir ou não ir. (Acho válido dizer que eu sou uma pessoa extremamente indecisa, então, fazer uma escolha pra mim chega a ser torturante).

Um pouco antes de dormir comecei a ficar estranhamente animada, comecei a pensar nos retiros que já fiz e como foram bons para mim e lembrei também que muitos amigos meus estariam no sítio comigo, o que seria ótimo. Sábado pela manhã estava eu na casa azul do Sítio São José do Oriente em Secretário.

O ano de 2014 foi um ano muito intenso na minha vida, comecei a trabalhar, fazer faculdade, muita coisa mudou de repente e eu acabei com uma espécie de estafa mental. Era um desânimo sem explicação aparente; eu só sabia que estava cansada do modo como minha vida estava caminhando. Assim que cheguei ao sítio eu me propus então a me esvaziar de tudo que estava me incomodando e me impedindo de viver minha fé. Foi como se eu me desconectasse do mundo aqui de fora, eu entreguei tudo nas mãos de Deus e decidi viver intensamente aqueles cinco dias. E assim o retiro começou. Embora muitos amigos meus estivessem no sítio, eu não fiquei no grupo de nenhum deles.  Por causa dessa situação eu me liguei:  era com Deus que eu deveria me (re)encontrar.

O tema do retiro esse ano foi “Milagres” e pude ver claramente como muitos foram tocados, restaurados, de formas diferentes nesse retiro. Digo por mim, que saí de lá com uma alegria sem igual, uma vontade enorme de levar o que eu vivi lá para todos.  Tive a oportunidade de ver meus amigos que há muito não via, conversar e desabafar com pessoas que me ajudaram muito, fazer novos amigos e, principalmente,  me reaproximei muito de Deus, de quem não quero me afastar nunca mais!

O retiro de carnaval é para todos.  Independente de qualquer coisa, o objetivo é mostrar que podemos sim, viver um carnaval em alegria, sem depender de bebidas ou drogas, sem fazer besteiras. Eu digo com muito orgulho que não quero passar os meus carnavais de outro jeito. Quem esteve lá sabe como nos divertimos, brincamos, adquirimos formação e crescemos interiormente.

Ser Igreja é muito bom e, se você nunca fez um retiro de carnaval, eu recomendo que experimente e se desprenda de todo preconceito que tenha. Vale muito, muito a pena!

"Pois mesmo se a fé for pequena, milagres acontecerão!"



Mariana Freitas
Participante do Retiro de Carnaval

0 comentários:

Postar um comentário