Por: Mariana





“A timidez é o medo vivenciado por muitos indivíduos diante de pessoas desconhecidas ou situações novas. É um padrão de comportamento em que o indivíduo não interage ativamente de forma verbal ou não verbal, expressando pouco os seus pensamentos e sentimentos”.

A timidez vai desde a sensação de desconforto até algum tipo de medo irracional, quando nos vemos diante de alguma situação em que somos obrigados a nos socializar. É provável que todo mundo, pelo menos uma vez na vida, tenha contato, ou, de fato, seja uma pessoa tímida. Esse comportamento faz parte da vida de muitas pessoas e, às vezes, pode causar algumas situações desagradáveis. Aquela palpitação no coração antes de apresentar um trabalho, a mão suando antes de falar na frente de muitas pessoas, sentir o rosto ficando vermelho quando falam de você na frente de outras pessoas, ou ainda, “Você não é de falar muito né?” “Tadinho, é tão tímido”. Essas são algumas das situações e frases que os tímidos com certeza já enfrentaram ou vão enfrentar em algum momento da vida. Talvez, a pior coisa em ser uma pessoa tímida não seja nem o fato em si, mas o modo como as pessoas tratam os tímidos, como “coitadinhos”, ou com um olhar de “tadinho, é tão tímido”. O ponto é que, não importa se você é tímido ou super sociável, não é isso que define o caráter das pessoas, logo, isso não deve ser tratado como algo capaz de inferiorizar alguém.

Algumas pessoas acreditam que temos sempre que causar uma “boa impressão” para sermos aceitos na sociedade, temos sempre que ter um desempenho perfeito para mostrarmos o nosso valor como pessoa. O que vão pensar de mim? O que vão pensar do meu cabelo, da minha roupa? O tímido se sente julgado praticamente toda vez que tem que sair de casa e se expor a situações novas. Mas acredite, nós damos muito mais importância para como as pessoas nos veem, do que elas mesmas ligam para isso.

Não há nada de errado em ser uma pessoa tímida. O problema com a timidez é não entendê-la e deixá-la te controlar, em vez de você controlá-la. A timidez não é uma doença, é uma característica normal, que não deveria ser tratada como algo negativo (a não ser que impeça você de fazer algo importante, essencial).  Tirando isso, é possível ser uma pessoa tímida e feliz - experiência própria.

Quando mais nova, eu era muito tímida, era daquelas que “entrava muda e saía calada” dos lugares e como eu cansei de escutar as pessoas me julgarem por isso. Nós, os tímidos, passamos a nos sentir mal e de certa forma errados por não chegarmos nos lugares “fazendo a festa”. Com o tempo, vi que ter sido uma pessoa tímida não foi tão ruim assim, de certa forma isso me ajudou a me conhecer melhor e ser mais cuidadosa e sincera ao me aproximar das pessoas e de algumas situações, por exemplo. Os amigos que fiz, tenho certeza que me conhecem de verdade e são os melhores que poderia ter, afinal, eles tiveram muita paciência até que eu me abrisse com eles.

Resumindo bem, não é legal ser antissocial, infelizmente (ou felizmente) você não pode depender só de você na vida e, acredite, as pessoas geralmente são boas e vale a pena o esforço de ser mais sociável às vezes e se abrir a novas coisas. Ser tímido não é algo tão ruim assim, né? Temos sempre algo bom para oferecer, basta respeitar o tempo e o jeito de cada um.


Mariana Freitas
Estudante de Letras e professora de Inglês

0 comentários:

Postar um comentário