Imagem de facebook.com/ComunidadeCatolicaJesusMenino


A Comunidade Jesus Menino foi escolhida para representar o continente americano na Jornada Mundial da Juventude 2016, na Cracóvia. Situada em Petrópolis-RJ, a Jesus Menino acolhe e cuida de pessoas especiais. Além disso, a Comunidade esta engajada no movimento pró-vida, sendo uma das maiores representações da causa no Brasil e no mundo. Na JMJ, eles puderam dar seu testemunho na Vigília, momento central do maior evento católico do mundo.

A Oficina de Valores entrevistou Tonio Tavares de Mello, fundador da Comunidade Jesus Menino.

A entrevista se deu por mensagens de voz, às vésperas da viagem da Comunidade para a Polônia. Num momento tão importante, Tonio foi muito solícito e humilde: a poucos dias de falar para cerca de 2 milhões de jovens em solo Europeu, respondeu-nos como se fossemos seus ouvintes mais importantes. Colocamos aqui o que Tonio dividiu conosco e, depois, com milhões de católicos, uma mensagem que também é para você. Seguem as palavras dele:

Oficina de Valores: Boa noite, Tonio!

Tonio: Boa noite! Um “boa noite” com essa alegria, com que eu vou tentar te responder sobre um pouco de tudo que nós estamos vivendo nesses dias.

Oficina de Valores: Como surgiu o convite para a Comunidade representar as Américas na JMJ 2016?

Tonio: Nossa participação na JMJ 2016, na Cracóvia (Polônia) foi um convite que nasceu através de uma jovem polonesa, Alessandra, que fez uma entrevista comigo na cidade de Frankfurt, na Alemanha, em abril deste ano. Essa entrevista foi feita para apresentação de projetos da comunidade Ajude a Igreja que Sofre, na Alemanha. Após essa entrevista, em que ela se sentiu muito impressionada com a nossa história, com toda nossa busca pela defesa da vida e disse: “Eu poderia apresentar esse testemunho da Comunidade Jesus Menino para o Comitê Central na Cracóvia para ver se vocês poderiam ser um dos testemunhos, que terá o tema ‘O rosto da misericórdia no mundo’, porque acho que tem muito a ver a participação de vocês na Jornada, no testemunho da Vigília”. 

Então eu, claro, fui logo de comum acordo com ela e disse “Não há problema, Alessandra, você pode apresentar. Se você me perguntar se nós vamos [à JMJ], nós não iremos, porque não temos condições, não temos nada previsto, porque já fomos esse ano a missão na Europa, então possivelmente não vamos poder voltar em julho para a Jornada. Não está nos nossos planos, mas se for um plano de Deus, nós iremos".

Assim, Alessandra enviou o testemunho para o Comitê Central. E, depois, nós voltamos ao Brasil. Quinze dias depois, no dia 9 de junho, veio a resposta, o convite oficial do Comitê Central, dos Atos Centrais, da JMJ Cracóvia 2016, para que a Jesus Menino pudesse se apresentar para ser esse rosto da misericórdia na América. No e-mail, dizia “entre muitas e muitas pessoas no mundo, algumas estarão aqui conosco, em Cracóvia, de algumas partes do mundo [...] e vocês serão umas dessas que virão falar para nós do testemunho da vida, da defesa da vida.”

Assim, chegou toda documentação, contratos e locuções gravadas, músicas para que nós pudéssemos cantar e enviar para que eles pudessem ouvir, também o testemunho que eu vou fazer, que é um tempo pequeno de testemunho, porém um tempo fecundo.

Oficina de Valores: Vocês não estavam planejando ir à Jornada até receberem esse convite. Como conseguiram recursos pra ir à Cracóvia? Como vai ser a estadia de vocês lá?

Tonio: Logo começou a campanha para conseguir as passagens, não são coisas fáceis de se conseguir. Recebemos ajuda de vários grupos, de pessoas do Brasil todo também, muitas pessoas que quiseram ajudar a pagar as passagens. Um outro grupo vai nos acolher. Também tivemos que fazer o ticket peregrino para quatro dias, também ganhamos esse ticket e arcamos somente com as passagens. Lá, também seremos acolhidos pelos padres de uma ordem, que vai nos acolher do dia 28 para o dia 29, através do padre Pedro Stepien, que é pró-vida brasileiro. É um padre polonês que vive em Brasília, que vai nos acompanhar também no trajeto Varsóvia-Cracóvia e vai ficar dois dias conosco lá nos acompanhando.

Oficina de Valores: Como está a expectativa de vocês, como estão se sentido às vésperas desse momento tão especial?

Tonio: Ficamos contentes, estamos contentes, muito felizes. A emoção é muito grande, essa emoção é um fato novo na nossa história. Nós cremos que existe a Jesus Menino antes e depois no testemunho na Cracóvia. Nós conseguimos preparar 20 mil folders com uma oração vocacional da Comunidade e também um campo aberto para futuras vocações missionárias estrangeiras, e também para o Brasil. E tentaremos assim difundir o máximo através de vídeo que já foi enviado à Cracóvia, vídeo especial que será mostrado pras TVs do mundo, enquanto estivermos falando, e também um vídeo que vai retratar um pouco da nossa história, nesses 26 anos de fundação.

Oficina de Valores: Qual é a principal mensagem desse testemunho que vocês darão na Cracóvia?

Tonio: Quando nós falamos em testemunho na Vigília, é um testemunho para o Papa Francisco. Certamente o Papa Francisco quer saber como está o rosto da misericórdia no mundo. É isso que nós vamos passar para o Papa e passar também para todos os presentes. Nós cremos que será assim. Nós estamos recebendo aos poucos as informações, como tudo vai se desenrolar, é um momento assim, de muita emoção. Porque traz isso à nossa Comunidade: traz um alento ao nosso coração, e uma resposta da Vida para a vida. Traz também um caminho novo, eu creio que estar na Jornada, estar falando para esses dois milhões, dois milhões e meio de jovens que lá estarão, mas toda a Igreja do mundo reunida, será um momento de incluir as pessoas com deficiência no coração da sociedade mundial e da Igreja.

Será um momento também de propagar a vida, então será também um grande testemunho pró-vida. Então será algo forte.

As novas comunidades serão muito bem representadas pela Jesus Menino. Também vamos conseguir mostrar que as novas comunidades têm seu lugar especial hoje no coração da Igreja e no coração do Papa.

E, por último, estaremos mostrando um pouco daquilo que estamos tentando fazer para que o mundo seja melhor, para que o mundo encontre de fato o amor. E para que o mundo descubra que toda pessoa é sagrada, que toda vida é um dom. E todo esse dom tem que ser amado, tem que ser respeitado. Por isso “Misericórdia, misericórdia” e “Os misericordiosos alcançarão misericórdia”. Eu acho que é isso que vamos passar. É muita alegria, mas a maior alegria é dar a nossa participação, a nossa pequena parcela, para que essa juventude do mundo creia que Deus é amor e que Deus necessita de que o Homem o encontre através dos excluídos, através dos rostos mais sofridos, para esses rostos sofridos, esses homens e mulheres que tanto amam e são tão completos possam nos levar para o céu.

Oficina de Valores: Quem vai representando a Comunidade? 

Tonio: Nós iremos em seis pessoas. Irá o Edeílton, que é um dos consagrados responsáveis pela Comunidade. Irá a Rosa, que é uma jovem missionária também consagrada, uma jovem do Maranhão que vive na nossa casa, já há três anos é missionária conosco. Irei eu, e também o Felipe e o Alex – Felipe é o nosso cantor e Alex é o compositor. E vai também conosco o jovem Marcelo Ferreira, que é um jovem do Seminário Diocesano Nossa Senhora do Amor Divino, vai como nosso tradutor, fala muito bem inglês, então ele está indo para as traduções necessárias para a Comunidade. Todo o testemunho será dado em língua portuguesa, mas o Marcelo poderá nos ajudar, como está fazendo com toda documentação, que está em inglês, e com o testemunho que foi enviado – que foi feito em inglês.

Oficina de Valores: Além do testemunho, vocês terão alguma outra participação?

Tonio: Felipe e Alex cantarão a música “Senhor da vida”, de autoria deles, feita para esse momento único da Jornada, que fala dessa misericórdia da vida, desse acolher da vida. Uma música muito bonita, que vai fazer com certeza todos os presentes de emocionarem. Seguiu pra Cracóvia a música, que os meninos fizeram muito bem. Estão ensaiando, porque vão cantar com grandes músicos lá e representarão assim as três Américas.

Nós cremos, as três Américas serão o rosto da inclusão, o rosto da vida, o rosto do acolhimento das Américas lá na Cracóvia.

Depois do testemunho, nós participaremos no domingo da Missa de envio e, no dia primeiro, nós vamos seguir para a cidade de Medjugorje, na Bósnia, onde participaremos do Festival da Juventude. Isso aí foi uma graça de Deus, nós ganhamos a viagem até a Polônia, depois ganhamos de Cracóvia até a Bósnia e depois ganhamos também a acolhida de uma família que vai ficar 5 dias conosco. Então, além de tudo, vamos rezar e vamos pedir a Nossa Senhora da Paz para que ela possa trazer a paz à humanidade, que ela possa revelar o rosto dessa humanidade também com nossos especiais para o mundo.

E de lá nós seguimos, no dia 7, para Roma, onde nós ficaremos na comunidade Dom Calábria, e está previsto um encontro da comunidade, na audiência pública de quarta-feira, dia 10, com o Santo Padre. Nós enviamos já a nossa proposta de encontro, para que nesse dia nós possamos nos encontrar com o Santo Padre. Sendo que será já o sexto encontro da comunidade com o Papa Francisco. Graças a Deus, todas as vezes em que vamos a Roma em missão, temos essa alegria, esse carinho especial de Deus de sermos acolhidos pelo Santo Padre, que nos abraça, que faz festa, que nos abençoa e que nos envia a sermos portadores e mensageiros da vida.

Retornamos ao Brasil no dia 11.

Oficina de Valores: Uma mensagem final para aqueles que ficam aqui, mas que rezam por vocês.

Tonio: Queremos depois, junto com a Oficina de Valores e com outros movimentos, poder falar dessa alegria. Nós levamos todos vocês no nosso coração. Nós não vamos só pela Jesus Menino, nós vamos por todos os movimentos da nossa sociedade, por todos os segmentos da nossa Igreja, especialmente vocês, Oficina de Valores, que tanto amam e trabalham com a nossa missão, levamos vocês no nosso coração. Essa missão não é só nossa, é de todos nós. Eu agradeço a cada um de vocês por estarem participando desse momento tão sublime, é sublime para nós, e vocês fazem parte de tudo isso. Muito obrigado, que Deus nos abençoe.



Tonio Tavares de Mello
em entrevista concedida no dia 26 de julho de 2016
à Oficina de Valores

0 comentários:

Postar um comentário