Por: Larissa e Julia

Em um primeiro momento tive certa resistência para fazer o retiro da Oficina porque sou muito apegada à minha paróquia e era difícil resolver mudar assim. Mas senti que era preciso buscar algo novo, até mesmo para tentar ver as coisas de uma perspectiva diferente, sair do meu comodismo. Eu sempre frequentei a Igreja católica, sempre fiz parte de grupos de perseverança, mas estava numa fase em que eu não conseguia sentir mais nada, andava cheia de dúvidas, e isso estava realmente me destruindo por dentro. O retiro de carnaval da Oficina me trouxe uma experiência completamente nova, consegui enxergar o amor de Deus em pequenos detalhes, algo que eu não via há muito tempo.

Conseguir ver e viver alguns passos de Jesus pela ótica de Maria foi simplesmente incrível, ver toda a simplicidade e beleza por trás da entrega Daquele que morreu por nós. Às vezes a gente que já vive na Igreja há algum tempo deixa que as coisas percam um pouco do brilho e da graça que realmente tem, e acaba deixando de viver a fé e de desfrutar tudo de mais maravilhoso que Deus nos deu. E eu estava assim, mas era necessário ir além, renovar minhas forças, por mais que seja difícil, e eu consegui enxergar tudo isso durante o retiro!

Durante esses dias eu pude crescer, partilhar e aprender com pessoas maravilhosas e entender o quão bom é viver a santidade e como isso pode ser bem mais fácil quando se vive em comunidade. E algo muito marcante também foi, mais uma vez, ser acolhida por Nossa Senhora, mesmo sendo tão fraca e miserável, ela me deu a mão e me reergueu. Sou muito grata à Oficina de Valores por todo o carinho e atenção que tiveram com esse retiro!
Larissa Dutra
Estudante
Participante do Retiro de Carnaval 2017 / Bloco Vermelho


Pra falar a verdade, já recebi vários convites para fazer retiros e encontros, mas nunca tive ânimo de ir a nenhum, sempre achei que não era pra mim. Mas um dia ouvi falar da Oficina de Valores e conheci um pouco do trabalho deles, com uma palestra bem legal que eles fizeram na minha escola no ano passado. Então, no início desse ano, uma amiga me falou do retiro de carnaval e perguntou se eu tinha interesse. Logo pensei: “Deixar de ir ao carnaval? Deixar as “zoeiras”? Deixar os blocos? Será que eu consigo? Quer saber? Eu vou!”. E preciso dizer que eu não me lembro de ter tido um carnaval tão maravilhoso em toda a minha vida.

Cheguei lá sem conhecer ninguém e saí com amizades puras e verdadeiras. Me diverti tanto que nem percebia o tempo passar, quando vi já era o último dia. As palestras, as animações, os momentos de oração, as partilhas e as músicas me tocaram e me fizeram refletir bastante. Inclusive, na música tema do retiro, tem uma frase que agora virou a minha oração para os momentos de dificuldade - “Acolhe-me em teus braços, intercede pelas lutas do meu coração”. Confesso que voltei com o coração muito mais calmo e tranquilo. É muito difícil expressar em palavras o que eu senti durante esses dias, foi uma sensação tão boa que dá vontade de chamar todo mundo pra fazer o próximo encontro comigo!

Eu aprendi muito com o pessoal do meu grupo e da Oficina. Saí desse retiro uma pessoa mudada e, claro, pra melhor. Muito melhor! Mais próxima de Deus, de Maria, da Igreja e mais grata às bênçãos na minha vida.

Só tenho a agradecer! Agradecer a Deus por ter me dado a oportunidade de estar em um encontro com momentos e pessoas tão maravilhosas e agradecer ao pessoal da Oficina, que me mostrou como Deus e Maria são sensacionais, por terem me colocado mais próxima deles de uma forma tão bonita e por fazerem esse trabalho que, com certeza, ajuda muitas pessoas.
Julia Paixão
Estudante
Participante do Retiro de Carnaval 2017 / Bloco Azul

0 comentários:

Postar um comentário